Pessoas de Negócios
 
terça-feira, 27 de junho de 2017
   eventos   palestrantes   campanhas   currículos   Empresas
 
tv vídeos notícias contato inácia soares
 
   Artigo

 
   Atendimento a Clientes

 
   Carreira

 
   Comunicação

 
   Empreendedor

 
   Etiqueta e postura

 
   Eventos

 
   Gestão de Pessoas

 
   Liderança

 
   Livros

 
   Midias

 
   Negócios

 
   Novos Negócios

 
   Tecnologia

 
 
     Buscar

em  
 
     Últimas Notícias
Encontro de educadores
Ética e Relações de Trabalho
Talentos Invisíveis
Liderança e Reinvenção
Formatura Incubadora Design UEMG
 
[ Todas as notícias ]
 
 
 
 
Notícias
 
Comunicação
Comunicação Empresarial

Fábio França, professor

COMUNICAÇÃO
Especialista fala sobre como estruturar a comunicação no negócio

29/04/08

Tem empresa que gasta uma pequena fortuna na comunicação com seus clientes, mas ainda assim, não obtém grandes resultados. Há clientes que reclamam por não serem ouvidos, e por serem mal interpretados. Os erros costumam se repetir da porta pra dentro. Essa empresa também se comunica mal com sua equipe.

Porque isso acontece? Será que essa empresa que erra na hora de comunicar está se comunicando com quem ela devia ou está se dirigindo ao público errado? Ou, outra alternativa, mesmo que ela tenha identificado bem o público dela, será que adotou a melhor comunicação, a linguagem certa, o instrumento mais adequado àquelas pessoas?

Porque as empresas erram tanto na comunicação empresarial foi assunto da entrevista com o professor Fábio França, que acaba de lançar o livro “Públicos – como identificá-los em uma nova visão estratégica”. O professor França é doutor e mestre em ciências da comunicação, relações públicas e também pesquisador. Ele também faz conferências no Brasil e no exterior e já colaborou em outros livros dedicados ao entendimento do complexo mundo da comunicação humana.

França começou a entrevista explicando sobre a função que um profissional de Relações Públicas exerce na empresa. “Ele é um profissional que faz o planejamento e gestão dos relacionamentos da empresa por meio da elaboração de diretrizes e políticas com diferentes públicos. Ele procura entender a empresa de maneira completa e fazer com que todo o relacionamento e comunicação sejam inteligentes, que tenham sentido, e que sejam percebidos pelos públicos”, explica.

Para o professor, o mercado está no melhor momento para a atuação desses profissionais. Afinal, a grande preocupação das organizações de uns anos para cá tem sido com o atendimento, que, ainda segundo França, supõe bom relacionamento com os diferentes públicos. “As empresas finalmente descobriram que o relacionamento é o que mais importa, e este deve ser bem conduzido. Além disso, é preciso conhecer pra gerenciar. Caso contrário, o relacionamento com os públicos perde o sentido”, acredita.

Qual deve ser então o primeiro momento para que a empresa possa desenvolver um plano ideal de relacionamento e comunicação? Segundo Fábio França, o primeiro passo é fazer uma pesquisa para entender quais são os seus públicos e qual o perfil deles. “A empresa tem que ter a consciência de que ela vai se relacionar com muitos públicos. Antigamente os públicos externos eram tratados como iguais, uma massa. Hoje, é preciso conversar de forma diferente com cada público, com cada perfil”, sugere.

Através do livro lançado recentemente, o professor propõe uma conceituação a partir de estudos das diferentes definições e conceituações que não respondiam a essa expectativa de que o público precisa ser tratado de maneira específica. “A minha conceituação está voltada para a linha de negócios, diferente da posição tradicional”, ressalta. Ou seja, o livro não trabalha conteúdo apenas do ponto de vista acadêmico, mas também traz o que acontece na prática, na realidade das empresas.

Fábio França conclui a entrevista com uma proposta: que as empresas conheçam seus públicos de maneira objetiva, que elas identifiquem esses públicos, conheçam o perfil, determinem o tipo de relacionamento e objetivos da relação, nível de relação. “Se a empresa é capaz de determinar tudo isso, ela consegue determinar também as expectativas da empresa e dos públicos. Assim, ela estabelece uma relação efetiva e eficaz, onde as duas partes participam e contribuem para a tomada de decisões corretas”, sugere.

Fotos: Mariana Neto

 
 
Todos os direitos reservados à
Pessoas de Negócios © 2008

Termos de uso

   
 


TV HORIZONTE

Programa Mesa de Negócios
Av. Itaú, 515 - Dom Cabral / BH - MG
Cep.: 30.535-910


E-mail: tv@mesadenegocios.com.br
TV Inácia Soares Carreira Tecnologia
Apresentação Eventos Comunicação Contato
TV Horizonte Palestrantes Empreendedor  
Próximo Programa Campanhas Etiqueta e postura  
Assista ( Vídeoteca ) Currículos Gestão de pessoas
Programas Anteriores Empresas Liderança
Depoimentos Vídeos Livros
Exibição Notícias Midias
Cenário Artigos Negócios
Equipe Atendimento a cliente Novos Negócios